Últimas

Bolsonaristas que não deixarem Epitácio Pessoa serão presos, afirma secretário da PB

 


O secretário de Segurança da Paraíba, Jean Nunes, garantiu que os bolsonaristas que apresentarem resistência em deixar a frente do Grupamento de Engenharia, em João Pessoa, serão presos. Nunes liderou na manhã desta segunda-feira (09) uma reunião para discutir ações para acabar com acampamentos de bolsonaristas.

 

A medida atende decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou durante a madrugada a ação imediata da Polícia Militar para por fim aos protestos em frente a quartéis do exército em todo país.

 

“Haverá a prisão em flagrante daqueles que ainda estivem descumprindo, serão levados para a Central de Polícia, para abertura de procedimento pela Polícia Civil, ou para a Polícia Federal, a depender do que for encontrado”, disse o secretário.

 

Na Paraíba, apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) montaram uma estrutura, com direito a alimentação e banheiro químico, desde o fim da eleição de 2022 em frente ao 1º Grupamento de Engenharia do Exército, na Avenida Epitácio Pessoa.

 

Eles vêm fazendo protestos com teor antidemocrático, como intervenção militar. Hoje, a reportagem do Portal MaisPB esteve no local e constatou que durante a manhã não havia ninguém presente, apenas a estrutura montada.

Postagem Anterior Próxima Postagem