Últimas

Vice-governadora aponta Ricardo Coutinho como candidato ao Senado

 


A vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano (PDT), reafirmou em entrevista concedida à imprensa nesta quarta-feira, 19, que vai sim disputar o governo do Estado nas eleições de outubro e que não tem volta a sua decisão.

Também afirmou que o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) poderá disputar a vaga de senador na República na chapa majoritária do PDT.

Lígia disse que sonha com a coligação PDT e PT e vem lutando pelo maior número de apoio possíveis para essa união. Segundo ela, a candidatura de Coutinho é uma possibilidade para essa parceria e que tem dialogado com o PT e o partido tem colocado o ex-governador como o pré-candidato ao Senado Federal.

“Eu fui vice-governadora de Ricardo Coutinho durante quatro anos e esse projeto do qual eu fiz parte foi quem elegeu João Azevêdo. Eu também estive perto para contribuir com a continuidade desse projeto”, comentou.

Lígia Feliciano frisou ainda não guardar nenhum ressentimento por Ricardo Coutinho, por ele não ter deixado o governo em abril de 2018 para disputar as eleições, para que ela pudesse assumir o governo do Estado.

“Eu sou muito fervorosa e acho que na terra tudo tem o seu tempo debaixo do céu e meu tempo não era aquele. Deus é quem sabe de tudo. Para mim, tudo tem seu tempo”, refutou.

Indagada também se não temia que a Operação Calvário, que investigou Ricardo Coutinho, manchasse a sua candidatura ao governo, Lígia Feliciano respondeu que é uma mulher paraibana, forte, de consciência tranquila e que não tem nada a temer.

“A Operação Calvário não foi concluída até agora, não houve julgamento e não tem ainda condenados. Então, temos que aguardar e só a Justiça é quem pode julgar. Eu julgo o trabalho que foi feito por toda a Paraíba, do qual eu fiz parte e isso é um fato e contra fatos não há argumentos”, destacou.

Fonte: ParaíbaOnline

 

 

Postagem Anterior Próxima Postagem