Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Artigo de Opinão: CIÊNCIA RIMA COM COERÊNCIA: a canalhice rima com desgoverno

 


O Focando Paraíba inicia hoje(11/10), mais um meio de interação com o seu público, com espaço para “Artigo de Opinião”. Essa novidade faz parte do jornalismo participativo, que foi pensado pela equipe do portal juntamente com a direção geral.

 Você que quer contribuir com seu “Artigo de Opinião”, basta mandar e-mail para o Jornalista Wandri Tadeus, cujo endereço é wandritadeus@gmail.com. Após análise, o seu artigo poderá ser publicado, seguindo as normas que correspondem às características estruturais e estilísticas do texto.

O nosso primeiro texto a ser publicado é de autoria de Armistrong de Araújo Souto, Engenheiro Agrônomo, com Esp. Habitat Humano e Meio Ambiente, da Universidade Federal da Paraíba - UFPB campus I. 

 

 “Governo corta 92% da Ciência e lança programa Buraco sem Fronteiras” *2

 

 

CONSIDERAÇÕES

 

1.      Considerando que você, caríssimo (a) leitor (a) deste humilde artigo, tenha nascido em uma maternidade, particular ou pública, ou mesmo alguém de sua família (filhos, sobrinhos, afilhados etc), com o auxílio de quaisquer profissionais de saúde (enfermeiras (os), médicas (os), auxiliares, técnicas (os), após um pré-natal realizado em quaisquer Postos de Saúde da Família – PSF -, ou em clínicas particulares, e fez uso de exames clínicos e ambulatoriais hematológicos, ultrassonográficos, dentre outros; alguma tipo de medicação em favor da gestante ou do feto;

 

2.    Considerando que, de algum modo, ao longo da infância você foi levada (o) a um pediatra para diagnóstico e tratamento de qualquer tipo de enfermidade, por mais simples, e que, novamente, exames e medicamentos foram solicitados e prescritos, de modo a resolver o problema;

 

3.    Considerando que, de alguma maneira, alguém se deslocou para estes postos de atendimento, em veículo automotivo qualquer (ônibus, ambulância, carro particular etc);

 

4.    Considerando que você ou alguém de sua família, precisou usar, ou já usava, óculos, e portanto, em algum momento, também precisou fazer exames;

 

5.     Considerando que você e muitos membros de sua família, já fizeram uso de comprimidos para os mais variados tipos de situações (dores de cabeça, dores de coluna, varizes, glaucoma, coração, rins, fígado, estômago etc);

 

6.    Considerando, ainda, e jamais por último, a necessidade de cirurgias das mais variadas, particulares ou pelo Sistema   Único de Saúde;

 

7.     Considerando que você dispõe de aparelhos eletroeletrônicos, em sua residência, ou em ambiente de trabalho (televisão, rádio, micro sistemas de som, DVD, panelas elétricas, fogões elétricos, geladeiras, computadores, equipamentos musicais eletrônicos, celulares, liquidificadores, máquinas agrícolas, ferramentas em oficinas mecânicas, relógios digitais ou de ponteiros etc);

 

8.    Considerando que você é possuidor de um veículo automotivo (carro, moto, caminhão etc);

 

9.    Considerando que você ou alguém de sua família ou de um grupo de amigos ou conhecidos, já tenha viajado de avião, ou tenha feito uso de uma ressonância magnética, ou de um tratamento oncológico por químio ou radioterapia;

 

10.                       Considerando que você seja membro de qualquer instituição religiosa, e que nas reuniões desse grupo, sejam utilizados quaisquer tipos de equipamentos eletrônicos, a exemplo de um simples microfone e uma caixa de som, e das luzes que iluminam, tanto o ambiente do grupo como tua casa, e o espaço de trabalho;

 

11.  Considerando que você ou alguém de sua família faz uso de documentos digitais, que usa roupas confeccionadas em indústrias, a partir de máquinas;

 

12.Considerando que a água chega em sua casa, escola ou ambiente de trabalho, porque bombas hidráulicas e geradores de energia fazem o trabalho;

 

13.E, por último, mas tão importante quanto, considerando mais uma infinidade de elementos que fazem parte do nosso dia a dia, há milênios (ao menos, uns sim, e outros mais recentemente), afirmamos:

 

É de uma total incoerência apoiar, e pior ainda, eleger elementos (uso este termo no mesmo sentido que ele carrega, no jargão policial), que aniquilam, exterminam os pilares que devem apontar e promover o Brasil a uma nação de relevo internacional, em todos os aspectos. Afundar o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério da Educação, Ministério da Economia, Ministério do Meio Ambiente, dentre vários outros é negar, cuspir no prato sobre tudo o que a Ciência já produziu, e do que todos nós fazemos uso, diariamente, como produtos tecnológicos, citados, acima.

 

Se você se enquadra, por exemplo, no grupo dos negacionistas, no que se refere às vacinas, em especial, ao grupo delas que visa o combate ao COVID-19 e suas variantes, seja uma pessoa de caráter e se negue a fazer uso de tudo o mais. Não use carros, remédios, computadores, televisões, celulares etc. Volte ao tempo das cavernas! Volte à Passárgada dos trogloditas, dos hominídeos! Você não é digno de viver em um tempo e um mundo no qual as pessoas se beneficiam de tecnologias, independente de terem uma religião ou não.

 

Guarde um pouco dessa pretensa coerência para não apoiar ou eleger o desgoverno que trata a Ciência Brasileira como um cão sarnento, como um verme a ser extinto; que trata o nosso país como uma lata de lixo; que trata o nosso povo como seres que devem ser extintos porque não passam de um peso para o Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS -; um desgoverno que tem apoio, inclusive, de entidades privadas e de classe para favorecer empresários e muitos profissionais canalhas, não raro vinculados a conselhos de classe, bem como entidades de origem e funcionamento duvidosos. Muitos dos quais com remessas de milhões de dólares para paraísos fiscais, em detrimento daquilo que poderia ser investido, no Brasil e que geraria conhecimento científico-educacional, tecnologia, produtos, empregos e renda.

 

Parafraseando o poeta Vinícius de Morais: Os negacionistas que me perdoem, mas inteligência é fundamental!

 

Armistrong de Araújo Souto

Eng. Agrônomo

Esp. Habitat Humano e Meio Ambiente –UFPB campus I

 

REFERÊNCIAS

https://www.cartacapital.com.br/politica/congresso-aprova-corte-de-92-de-recursos-da-ciencia/

https://piaui.folha.uol.com.br/herald/2021/10/08/governo-corta-92-da-ciencia-e-lanca-programa-buraco-sem-fronteiras/?fbclid=IwAR1vq2dP-zxmhUUJYe8isv2nvabTFS8T6UMnWQAARFvCMwurB-QAxdGy7C0

https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2021/10/congresso-aprova-corte-de-92-de-recursos-da-ciencia-a-pedido-do-ministerio-da-economia.shtml

 https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2021/10/congresso-aprova-corte-de-92-de-recursos-da-ciencia-a-pedido-do-ministerio-da-economia.shtml