Últimas

Instituições de ensino superior podem retomar aulas presenciais, em João Pessoa

 


As instituições de ensino superior podem retomar as aulas presenciais a partir desta segunda-feira (5), em João Pessoa. A decisão sobre voltar ou não às aulas presenciais cabe a cada instituição, que pode optar por continuar com o ensino remoto se preferir.

Já as aulas no ensino médio, os alunos do 3º ano serão os primeiros a retornar, no dia 13 de outubro. Os alunos do 2º ano voltam no dia 19 e os do 1º ano no dia 26 de outubro.

Com a volta às aulas presenciais, também foi liberada a volta do transporte escolar, com capacidade limitada e seguindo os protocolos de segurança, a partir desta segunda-feira. Os cursos livres também estão autorizados a voltar a funcionar presencialmente.

O anúncio foi feito pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) em uma entrevista coletiva na última sexta-feira (3) onde também foram apresentados novos protocolos de flexibilização para o setor da educação. A decisão de aulas presenciais é facultativo às instituições de ensino, que também podem manter as aulas remotas.

Governo  do  Estado  diverge 

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, chamou de ‘atitude intempestiva’ a decisão, anunciada das prefeituras de Campina Grande e João Pessoa de começar a liberar o retorno das aulas presenciais. Ele lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que os municípios obedeçam o decreto estadual de isolamento e que as duas cidades estão em situação de bandeira amarela, não podendo retomar as aulas.

“Tanto Campina quanto João Pessoa se encontram na bandeira amarela de acordo com o decreto estadual e esse tipo de bandeira não contempla a abertura de aulas presenciais. Essa atitude se contrapõe ao decreto estadual. Existe resolução do Supremo dizendo que os municípios tem que obedecer ao decreto estadual e a Secretaria de Saúde só tem a lamentar essas atitudes intempestivas no momento de uma pandemia que não desapareceu”, disse.

O Governo da Paraíba divulgou ainda, no último sábado (3), mais uma avaliação do Plano Novo Normal com a análise situacional da Pandemia da Covid-19 no Estado, além das recomendações quanto à necessária sustentação das medidas preventivas para impedir o crescimento do número de casos e de óbitos e manter os avanços já obtidos em todo Estado.

Em nota técnica, a Secretária de Estado da Saúde (SES-PB) destacou uma análise e projeções quanto a cenários de retomada das atividades educacionais mediante novos protocolos. De acordo com o documento, o Estado da Paraíba tem mais de 994.000 crianças e adolescentes matriculados nos mais variados ciclos educacionais, o que representa 24,63% da população do Estado estimada para 2020. Destes, 81,52% são estudantes da rede pública e 18,48% da rede privada de ensino.

Comparando com países que aprovaram a retomada de aulas presenciais, como os Estados Unidos, onde entre os meses de abril a setembro de 2020 autoridades sanitárias norte-americanas e a Academia Americana de Pediatria alertaram para um crescimento expressivo do número de casos da Covid-19 entre crianças e adolescentes, da ordem de 500%, ante ao contexto da retomada das atividades educacionais mediante novos protocolos, em alguns de seus Estados.

Fonte: Portal Wscom

Postagem Anterior Próxima Postagem