Últimas

Combate à Covid-19 e rompimento de contratos com OS aumentaram gastos com pessoal, diz Governo do Estado

 


A contratação de 2.063 profissionais de saúde para atuar diretamente no enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) e o rompimento dos contratos com as Organizações Sociais (OS) foram os principais fatores apontados pelo Governo do Estado que pressionaram os gastos com pessoal em 2020.

A afirmação veio após relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que faz comparativo entre os gastos e receitas da gestão estadual no período entre 2015 e 2020. O secretário da Controladoria Geral do Estado, Letácio Tenório, explicou que “2020 é um ano completamente atípico em termos de contas públicas, não permitindo comparações com séries históricas ou mesmo avaliações sem levar consideração fatos específicos relacionado à pandemia do Covid-19 e às mudanças que ocorreram na gestão de saúde do estado”.

Ele ressaltou que, além da contratação dos profissionais de saúde para trabalhar no combate à Covid-19, o Estado da Paraíba rompeu os contratos com as Organizações Sociais passando a administrar toda a rede hospitalar, fatores que, segundo explicou, pressionaram os gastos com pessoal. “Destacamos que paralelo à pressão nas despesas com pessoal, os gastos com outras despesas correntes reduziram de R$ 1,5 bilhão de janeiro a agosto de 2019 para R$ 1,26 bilhão para o mesmo período de 2020, uma redução de 15,42%”.

O secretário Letácio Tenório observou que o Estado da Paraíba mantêm o equilíbrio de suas contas –  conforme confirmado pela Secretaria do Tesouro Nacional – STN, que pelo quarto ano consecutivo concede a Nota “B” na avaliação da Capacidade de Pagamento – fazendo parte do grupo de apenas 10 estados que podem contrair operações de crédito -, atestando, portanto, o seu equilíbrio fiscal.

Portal Wscom

Postagem Anterior Próxima Postagem