Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Responsive Advertisement

NOVO JOGO NAS REDES SOCIAIS É AMEAÇA A CRIANÇAS


"Baleia azul" ou "Blue Wale" é o nome da nova ameaça às crianças e adolescentes brasileiros, que também já chegou na Paraíba. Trata-se de um jogo, realizado através de grupos do WhatsApp e do Facebook, comandado por o curador (pessoa que comanda o grupo), que anuncia as tarefas a serem cumprias pelo jogador, para passar de fase. Uma brincadeira inocente se as missões dadas não mexessem com a vida dos jogadores. As primeiras tarefas são fazer inscrições na pele, usando faca ou estilete e, se o jogador levar o jogo adiante, os desafios culminam com a missão final: se matar.

O jogo surgiu na Rússia, entre os anos de 2015 e 2016, onde foram registrados vários casos de adolescentes que tiraram a vida. As tarefas são passadas diariamente, sempre às 4h20 da manhã, durante 50 dias. Cada missão passada pelo curador deve ser fotografada e publicada na rede social, pelo jogador, para provar que cumpriu a tarefa e está "apto" a receber a próxima e passar de nível. Com o argumento de vencer os medos e demonstrar coragem, o curador vai incentivando os participantes, geralmente jovens e adolescentes, a cumprir tarefas cada vez mais dolorosas e perigosas. Ao se aproximar do fim, o jogador já passou por várias experiências preparatórias para o suicídios e o curador marca o dia da morte, que deve ser aceita pelo participante.

O tenente coronel Arnaldo Sobrinho, coordenador do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), central do 190, foi um dos primeiros policiais a receber notificação da chegada do Baleia Azul à Paraíba. "Recebi uma mensagem em uma rede social e não dei muita importância, porque achei que fosse boato. Mas, no mesmo dia, recebi informação de outras duas pessoas, relatando que os filhos teriam sido apresentados ao jogo, em escolas de João Pessoa. Há inclusive relato de que um adolescente já teria se mutilado, para cumprir uma tarefa", contou. Os relatos são de que alunos de colégios da zona Sul da Capital estariam se envolvendo com o jogo.

O oficial fez uma postagem em uma de suas redes sociais, alertando os pais sobre o risco do jogo. "Caso os pais percebam que os filhos entraram em algum grupo desses, deve bloquear imediatamente e orientá-lo para o perigo que está correndo. Caso já tenha acontecido algo mais grave, deve procurar a polícia imediatamente, seja na Delegacia de Homicídios ou na delegacia distrital", acrescentou.

PC não tem conhecimento

O delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações e Falsificações, realiza inúmeras investigações de golpes, que utilizam a internet. Nessas buscas, já se deparou com informações sobre o Baleia Azul. "Normalmente os responsáveis obrigam os jogadores a manter os grupos em sigilo, como forma de se esconderem de eventuais investigações. Até agora, a Polícia Civil não foi procurada por nenhum pai, que tenha suspeitado de envolvimento dos filhos. Mas se necessário, indicamos a Delegacia de Homicídios ou a delegacia do bairro", disse.

A reportagem tentou ouvir o delegado Reinaldo Nóbrega, titular da delegacia de Homicídios, mas ele recusou não atendeu aos telefonemas.

Morte no Brasil

Mesmo recém-chegado ao Brasil, o jogo da Baleia Azul já pode ter feito uma vítima. Na terça-feira passada, uma adolescente de 16 anos foi encontrada morta em uma lagoa, na cidade de Vila Rica, no estado de Mato Grosso. A garota estava desaparecida desde as 3h da manhã e, na margem da lagoa, a polícia encontrou os chinelões da vítima, indicado que essa se jogou na água. Para a família, a garota deixou uma carta dizendo que se mataria, porque estava participando do jogo.

Algumas das tarefas do Baleia Azul



Com uma faca, escrever a sigla "F57" na palma da mão e em seguida enviar uma foto para o curador.


Assistir filmes de terror e psicodélicos às 4:20 da manhã, mas não pode ser qualquer filme, o curador te indicará, lembrando que ele fará perguntas sobre as cenas, pois ele quer saber se você realmente assistiu.


Cortar seu braço com uma faca, "3 cortes grandes" mas é preciso ser sobre as veias e não precisa ser muito profundo, envie a foto para o curador, e seguira para o próximo nível.


Desenhar uma baleia azul e enviar a foto para o curador.


Se você está pronto para se tornar uma baleia escreva "SIM" em sua perna. Se não, corte-se muitas vezes "Castigue-se".


Tarefa secreta, o curador sempre muda o sexto desafio, baseado no perfil do jogador.


Em sua rede social, escreva “#i_am_whale” no seu status do VKontakte(Rede Social Russa) ou no Facebook. O texto quer dizer "Eu sou uma Baleia".


Ele te dará uma missão baseada no seu maior medo, ele quer fazer você superar esse medo.


Acordar as 4:20 da manhã e subir em um telhado, quanto mais alto melhor.


Desenhar uma foto de uma baleia azul na mão com uma navalha e enviar a foto para o curador.


Assistir filmes de terror e psicodélicos, todas as tardes.


Ouça as musicas que os "curadores" te enviarem.


Corte seu lábio.


Fure suas mãos com um agulhas.


Faça algo doloroso, "machuque-se", fique doente.


Procurar o telhado mais alto, e ficar na borda por 22 minutos.



Subir em uma ponte e ficar na borda por 22 minutos.